ACIRS
Bom dia, hoje é dia 05/12 e são

Sala de Imprensa: Notícias 28/10/2020

Ampliar/Diminuir Texto Imprimir Notícia

Das seis empresas do Alto Vale já beneficiadas com o Projeto Serra Catarinense da SCGÁS, cinco são associadas à ACIRS

A Associação Empresarial de Rio do Sul defende a ampliação da oferta do produto e monitora as obras de ampliação da rede de distribuição


Fotos: SCGÁS

Por conta da extensão de rede e dos investimentos expressivos, o Projeto Serra Catarinense da SCGÁS ganha lugar de destaque no cenário Nacional, considerado o maior projeto de Infraestrutura de gás natural do Brasil. Com a ampliação da rede de distribuição até Lages, entre os objetivos está a interiorização da oferta ou “deslitoralização” como também é conhecido o processo, facilitando o acesso às regiões mais distantes, contribuindo com o desenvolvimento e atraindo novos investimentos.

O Alto Vale está contemplado e, conforme a rede chega na região, a SCGÁS faz um mapeamento de potenciais clientes. Em Rio do Sul a rede chegou em 2016 e deve atravessar ao todo 15 municípios, incluindo Indaial, Ascurra, Rodeio, Apiúna, Ibirama, Laurentino, Agronômica, Trombudo Central, Pouso Redondo, entre outros.

No Alto Vale, das seis empresas que fazem uso ou comercializam o gás natural por meio da rede da SCGÁS, cinco são associadas à Associação Empresarial de Rio do Sul – ACIRS: Pamplona Alimentos, Paintech, Posto R4, Casa do Pão e Bonevau. Esta última, instalada em Laurentino, foi a indústria de número 300 a ser atendida em Santa Catarina.

“Nós, na Associação Empresarial, entendemos que essa é uma matriz energética importantíssima para a região. Aumenta a competitividade, reduz custos e faz com que as indústrias tenham a inovação na sua capacidade produtiva. O que atrai investidores e cria cenários futuros para a melhoria do parque fabril regional”, ressalta o presidente da ACIRS, Eduardo Schroeder.

Um levantamento aponta que até agora foram construídos e colocados em operação 80 quilômetros de rede. Outros 34 quilômetros, entre Rio do Sul e Pouso Redondo, estão em fase de construção, e mais 116 quilômetros é a extensão de rede a ser construída para chegar até a cidade de Lages, na Serra. Desde 2013, quando iniciaram as obras, até julho deste ano foram investidos no projeto mais de R$ 126 milhões.

Os números reforçam que o mercado catarinense encontra no gás natural a competitividade necessária para a retomada diante da crise. De acordo com a SCGÁS, em setembro de 2020 foi atingido o recorde de distribuição da história, superando o anterior de outubro de 2018, chegando a um total de 63.933.302 metros cúbicos no mês, com média recorde também de 2.131.110 metros cúbicos dia.

Os dados mostram ainda que, após o início da crise provocada pelo coronavírus em março deste ano, o gás natural veicular (GNV) voltou a atingir patamares de consumo acima de 300 mil metros cúbicos dia.

"O gás natural tem se mostrado indispensável no aumento da competitividade e produtividade empresarial, na geração de emprego e renda e, consequentemente, para o desenvolvimento dos municípios catarinenses. Estamos expandindo a infraestrutura de distribuição no Alto Vale rumo à Serra, visando fortalecer ainda mais a economia e o mercado dessas regiões”, afirma o presidente da SCGÁS, Willian Anderson Lehmkuhl.

MAIS FOTOS: Clique aqui para abrir a galeria

Voltar


Balanço de ações sociais

quantos somos:
624
associados
Junte-se a Nós
Associe-se!
Endereço Rua Herculano Nunes Teixeira, 105
Térreo, Budag - 89165-478
RIO DO SUL / SC

Contato Telefone: (47) 3531-0500
E-Mail: acirs@acirs.com.br
Newsletter Fique por dentro de tudo
que acontece na ACIRS.

Todos os direitos reservados - ACIRS - 2014 - WLive!