ACIRS
Boa noite, hoje é dia 18/11 e são

Sala de Imprensa: Notícias 21/10/2019

Ampliar/Diminuir Texto Imprimir Notícia

Estudo de Viabilidade do Corredor Ferroviário de Santa Catarina está atrasado há quatro anos

ACIRS defende a construção da ferrovia com a manutenção do traçado original pelo Vale do Itajaí


Fotos: ARQUIVO/ACIRS - Reunião VALEC junho de 2018

A VALEC garante que está ativo o trabalho de elaboração do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental – EVTEA do Corredor Ferroviário de Santa Catarina. Porém, a entrega do EVTEA está atrasada há quatro anos. A previsão de término, inicialmente, era setembro de 2015 conforme o edital de concorrência 004/2013 e o contrato 49/2014.

Até o momento, R$ 3,7 milhões foram investidos no empreendimento pelo governo federal segundo informações repassadas na última semana à Associação Empresarial de Rio do Sul – ACIRS. O valor previsto para este ano para o contrato com o consórcio responsável pela elaboração dos estudos (PROSUL / SETEPLA / URBABIZA / HANSA) é de R$ 7,7 milhões. Para 2020, a VALEC ainda não definiu o orçamento.

De acordo com a VALEC, somente depois da conclusão e aprovação do EVTEA, que se encontra em execução para identificar a melhor alternativa de traçado da ferrovia, e após a realização da atividade de aerofotogrametria, ainda não iniciada, será expedida a possível ordem de serviço especifica para o desenvolvimento do Projeto Básico.

No pedido de informação apresentado pela ACIRS no final do mês passado foram solicitadas cópias dos relatórios técnicos de andamento do projeto e um resumo das conclusões já obtidas. A VALEC, porém, não atendeu ao pedido por entender que “os relatórios solicitados se encontram em elaboração ou ajustes e, por se tratar de um estudo em desenvolvimento, os relatórios de acompanhamento (RA) apresentam informações intermediárias, não conclusivas e que podem sofrer alterações no decorrer da elaboração dos estudos”. Sendo assim, “entende-se ser mais adequado a disponibilização dos estudos apenas após a sua conclusão, conforme foi realizado com os demais EVTEAs elaborados pela VALEC, disponibilizados no site www.valec.org.br”.

A construção do Corredor Ferroviário de Santa Catarina com a manutenção do traçado original pelo Vale do Itajaí é defendida pela ACIRS e por diversas outras organizações no estado. Há também a possibilidade de que a ferrovia se desenvolva da região Oeste em direção a Anitápolis, com ramificações para Imbituba e Tijucas.

Voltar


Balanço de ações sociais

quantos somos:
694
associados
Junte-se a Nós
Associe-se!
Endereço Rua Herculano Nunes Teixeira, 105
Térreo, Budag - 89165-478
RIO DO SUL / SC

Contato Telefone: (47) 3531-0500
E-Mail: acirs@acirs.com.br
Newsletter Fique por dentro de tudo
que acontece na ACIRS.

Todos os direitos reservados - ACIRS - 2014 - WLive!